if you walk out on me, i'm walking after you


bruna, 32 anos. i am i am i am.

if you walk out on me...
i'm walking after you.

links fantásticos |


7.10.11

tenho 25 anos, 11 meses e 18 dias de idade. pronto, agora sim posso começar.

não coloquei meu babador na hora do almoço e adivinha? me sujei inteira de azeite e limão da sopa salada que minha mãe fez hoje. na pressa peguei a primeira camiseta e fui feliz (só que ao contrário) para o segundo turno do meu expediente. essa camiseta, da piggy estampada com uns brilhantinhos... gosto muito dela, tipo muito mesmo, ganhei no meu aniversário há uns dois anos atrás. enfim, o tronco me chamava e o tronco não pode esperar.

mas sexta-feira é assim, sabe?, o inferno em forma de dia da semana. tinha umas paradinhas burocráticas para resolver na rua e foi o dia mais quente da semana, quiçá do mês. claro que o tanque do carro entrou na reserva bem no meio do caminho, claro também que não tinha vaga na rua da prefeitura e que eu só tinha 3 reais em moedinhas no bolso. parei na PUTA-QUE-PARIU. claro. lá na prefeitura dei aquela puxada de saco na arquiteta pra ver se ela aliviava o meu, mas ela é funcionária pública e não rolou. enquanto eu estava lá cheia de charme e com um desejo enorme de me aventurar, ela chega e me pergunta se era formada, disse que sim blablabla, ela perguntou minha idade blablabla, eu não menti ainda. preciso dizer, ela ficou impressionadíssima, tanto que chamou todo mundo que estava em volta para confirmar suas suspeitas: eu tomo banho de formol!

fui embora cabisbaixa com o meu fracasso em direção à segunda parada, o parque da cidade. parei no fim do mundo, de novo. nessa hora já estava contando as gotinhas de gasolina e torcendo para todo aquele papo de que o uno faz 13km/l fosse verdade, analisei minhas prioridades e comprei uma garrafinha de água (-R$2,00). respirei fundo, tomei a água e me aventurei. atravessei o parque inteiro, no caminho passei por vários daqueles redemoinhos de saci, tinha areia até no meu útero. não quero nem pensar o que teria acontecido se eu tivesse uma garrafa e uma peneira em mãos. cheguei na secretaria de meio ambiente, tomei uma chá de cadeira de couro ecológico verde oliva e a primeira frase que a funcionária publica nº2 disse ao me atender foi: "nossa, você sentadinha aí... achei que fosse uma criança, você já é formada?" - blablabla nº2. tadinha, ela tentou me ajudar, mas ela é funcionária pública e não rolou. na volta passei na assaoc e me inscrevi num curso de história da arte sacra que começa dia 15. #ad.



(parque da cidade por andré augusto jabazinho não faz mal a ninguém)

antes de voltar para o escritório parei num posto de gasolina (preferi não contar com a economia do uno, no good at maths), afinal é a cidade é mai calma às 15 horas do que às 18 horas, certo? a-ham. bom, para fechar a odisseia, o frentista olhou na minha cara e o soltou: "hey moça, você tem mesmo idade pra dirigir, por que sua carinha tá me dizendo o contrário". não parei de rir o resto do dia, tudo graças à minha camiseta rejuvenesçator tabajara.

Labels: , , , ,

bruna | 18:53 | 2 comentários